Amigoo, quem tem cuida.
Contato: 0800 717 3333 | Atendimento 24 horas
Amigoo, quem tem cuida.
Contato: 0800 717 3333 | Atendimento 24 horas

A alimentação influencia a alegria e disposição do seu pet

HUMOR X NUTRIENTES

Conhecer sobre o efeito dos nutrientes no organismo do seu amigo pode ajudar na hora de selecionar a ração mais adequada para o seu peludo. Como explica o médico veterinário e professor de nutrição animal, Yves Miceli, os cães apresentam dificuldades na digestão dos açúcares (carboidratos): “Quando recebem alimentos com níveis mais elevados desses nutrientes, podem ter um comportamento menos ativo”, ressalta. Os alimentos ricos em carboidratos simples costumam ainda, por dificultar a digestão, causar desconfortos intestinais. Já cardápios com muitas proteínas tendem a manter os animais saciados por um maior período após as refeições, o que auxilia na diminuição da ansiedade característica. A quantidade de fibras também pode favorecer a dieta, promovendo maior saciedade e fazendo com que o cão fique com menos fome nos intervalos entre as alimentações.

“É importante lembrar que não há regras quanto aos efeitos dos alimentos nos cães. Nem todos os animais respondem da mesma forma. Como exemplo, um alimento que causa sono em um pet pode causar agitação em outro”, enfatiza a zootecnista e especialista em nutrição de cachorros e gatos, Ana Paula. A dica para ter um cachorro saudável é oferecer alimentos balanceados, seja por meio da nutrição caseira ou mesmo industrial. Saiba que animais que recebem ração e outros alimentos fora da dieta podem ser tão prejudicados quanto aqueles que são alimentados de comida caseira desbalanceada. “Muitos donos se enganam em relação à complexidade de fornecer uma dieta caseira para o animal. Outros oferecem corretamente a ração, mas exageram nos petiscos”, afirma o veterinário Leandro Zaine. “Nesses casos, a supervisão de um nutricionista veterinário pode ajudar a esclarecer todas as dúvidas e preparar uma dieta equilibrada”, orienta.

ANTIOXIDANTES DO BEM

Um cardápio que contenha antioxidantes pode melhorar o nível de atividade cerebral dos cães ao longo da vida. “Os antioxidantes são fundamentais para a manutenção da saúde das células de todo o corpo. Com a idade, o efeito dos radicais livres pode levar a uma deterioração generalizada do organismo”, explica Leandro Zaine.

Preservando as células contra a oxidação, há uma manutenção da sua ação, aumentando a imunidade, auxiliando na prevenção do envelhecimento e diminuindo os danos causados pelos radicais livres. “Há um ganho na atividade cerebral pela manutenção da integridade celular cerebral, quando comparado à ausência de antioxidantes na dieta”,c ompleta Ana Paula Pereira. Os melhores alimentos ricos em antioxidantes, como a vitamina C, por exemplo, são: fígado, folhas verde-escuras, legumes, alémde frutas, ovos e peixes.

 

Fonte: Revista Meu Pet Ed. 30

About the author