Amigoo, quem tem cuida.
Contato: 0800 717 3333 | Atendimento 24 horas
Amigoo, quem tem cuida.
Contato: 0800 717 3333 | Atendimento 24 horas

Saiba tudo sobre doação de sangue animal

saiba-tudo-sobre-doacao-de-sangue-animal

Todo mundo sabe que doar sangue pode salvar vidas, é um ato de amor ao próximo. Os animais também precisam de transfusão de sangue, você sabia disso?

A primeira transfusão de sangue datada foi realizada por Richard Lower em demonstração realizada em Oxford, em 1665. Nos humanos foi realizada dois depois. Nesse período as transfusões eram realizadas sem compromisso de espécie, eram transferidas até de animais para humanos.

Felizmente com os passar dos anos, houveram mudanças, excelentes mudanças! Algumas pessoas ficam receosas sobre doar sangue do seu Amigoo, mas não se preocupe, seu animal não sofrerá nenhum efeito colateral pela doação.

Todo o processo da doação de sangue é feito de forma cuidadosa e obedece a critérios rígidos. Em cada doação é retirado só um pouquinho de sangue, num processo não doloroso e que também não demora mais que meia hora. É cortado um pouco de pelo na região do pescoço onde é efetuada a colheita, mas não se assuste, é o melhor lugar para fazê-lo.

Critérios para realizar a doação de sangue:

Cachorros:

  • Saudável;
  • Calmo;
  • Peso superior a 30 kg (alguns médicos veterinários recomendam 25 kg, outros 27 kg);
  • Idade entre 1 e 8 anos (alguns médicos veterinários vão dizer entre 2 e 7 anos);
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter recebido transfusão de sangue;
  • Não ser obeso;
  • No caso das fêmeas, não podem estar prenhes;
  • Não podem estar no cio;
  • Não tenha tido carrapatos recentemente e serem negativos para hemoparasitoses (doença do carrapato).

saiba-tudo-sobre-doacao-de-sangue-animal-1

Gatos:

  • Saudável
  • Calmo;
  • Peso superior a 3,5 kg (alguns médicos veterinários recomendam 4kg, outros 5kg);
  • Idade entre 1 e 8 anos (alguns médicos veterinários vão dizer entre 2 e 7 anos);
  • Ter criação totalmente indoor (gatos sem acesso a rua);
  • Apenas alimentado com dieta comercial;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter recebido transfusão de sangue;
  • Não ser obeso;
  • No caso das fêmeas, não podem estar prenhes
  • Não podem estar no cio;
  • Não podem ser Fiv ou Felv positivo (saiba sobre fiv/felv aqui).

Benefícios para o animal doador

As clínicas que realizam a coleta, colhem uma amostra e são feitos diversos exames e os responsáveis podem pegar os resultados depois, ou seja, além de ajudar um outro peludinho, você ganha um check-up para garantir a saúde do seu pequeno.

Além do exame clínico, que avalia as condições físicas do animal, o seu sangue passa por exames minuciosos. Os principais exames realizados de graça nos bancos de sangue são:

  • Hemograma completo;
  • Contagem de plaquetas;
  • Ureia e creatinina;
  • Brucelose;
  • Leishmaniose;
  • Dirofilariose;
  • Erliquiose;
  • Babesiose;
  • Doença de Lyme;
  • Febre maculosa;
  • FIV e FeLV (gatos);
  • Mycoplasma haemofelis (gatos).

Uma única bolsa de sangue canino pode salvar a vida de até 3 cachorros! Pense nisso!

About the author